Página Inicial > Herculano Pires > Todos acreditam em espíritos ovoides?

Todos acreditam em espíritos ovoides?

“André Luiz refere-se a ovoides, espíritos que perderam o seu corpo espiritual e se veem fechados em si mesmos, envoltos numa espécie de membrana. […] A ação vampiresca desses ovoides é aceita por muitos espíritas amantes de novidades. Mas essa novidade não tem condições científicas nem respaldo metodológico para ser integrada na Doutrina. Não passa de uma informação isolada de um espírito. Nenhuma pesquisa séria, por pesquisadores competentes, provou a realidade dessa teoria. NÃO BASTA O CONCEITO DO MÉDIUM PARA VALIDÁ-LA. As exigências doutrinárias são muito mais rigorosas no tocante à aceitação de novidades. O Espiritismo estaria sujeito à mais completa deformação, se os espíritas se entregassem ao delírio dos caçadores de novidades. ANDRÉ LUIZ MANIFESTA-SE COMO UM NEÓFITO EMPOLGADO PELA DOUTRINA, EMPREGANDO ÀS VEZES TERMOS QUE DESTOAM DA TERMINOLOGIA DOUTRINÁRIA E CONCEITOS QUE NEM SEMPRE SE AJUSTAM AOS PRINCÍPIOS ESPÍRITAS. A ampla liberdade que o Espiritismo faculta aos adeptos tem os seus limites rigorosamente fixados na metodologia kardeciana”.

Escrito por José Herculano Pires no livro “O Vampirismo”

  1. FRANCISCO SAMPAIO
    3, maio, 2013 em 16:19 | #1

    Olá para todos.
    Estou passando por uma situação muito confusa, pois já a algum tempo sou assediado por entidades que não me deixam sossegado e nunca dizem quem são e oque querem realmente. Eu não era espírita até começar a ouvi-los. Tenho 48 anos e isso começou a alguns anos atrás, somente. Após alguma leitura concluí ser “obsessão”, e creio serem OVÓIDES, mas não tenho certeza de NADA, até porque a própria Doutrina Espírita se “divide” ao comentar sobre a existência dos ovóides. Peço ajuda.
    Um abraço,
    FRANCISCO SAMPAIO.

  2. luiz
    19, maio, 2013 em 00:44 | #2

    Francisco!
    Primeiro procure a ajuda direta em um centro espírita de sua confiança. Estes espíritos (nossos irmãos desencarnados) não são necessariamente maus, são necessitados
    de ajuda. Esqueça a palavra “ovóides”, no momento ela não tem a menor importância.
    Um abraço!

  3. Luiz Carlos
    14, dezembro, 2013 em 21:20 | #3

    luiz :Francisco!Primeiro procure a ajuda direta em um centro espírita de sua confiança. Estes espíritos (nossos irmãos desencarnados) não são necessariamente maus, são necessitadosde ajuda. Esqueça a palavra “ovóides”, no momento ela não tem a menor importância.Um abraço!

    Tem TOTAL importância quando se trata de divulgar o que se passa do lado espiritual e não contenha respaldo da doutrina.

  4. Valdenir Rosa
    4, setembro, 2015 em 20:54 | #4

    Permita-me, descordar do seu comentário sobre a forma como André Luiz se refere a espíritos ovóides.
    As transformações ocorrem a todo instante conosco. Estas, poderão ser relacionadas diretamente conosco ou não. O André Luiz, é muito feliz nas colocações que faz, pois se vc contrata um ótimo carpinteiro para fazer uma reforma, mas as ferramentas que vc entrega a ele não define bem o conceito de uma boa ferramenta, não se surpreenda se o seu martelo ser chamado de pedra.

  5. Jean Pereira
    29, abril, 2016 em 22:33 | #5

    André Luiz não escrevia a partir de suas idiossincrasias. Havia uma equipe espiritual, comandada por Emmanuel que revisava todas as obras a serem transcritas pela pena de Chico, médium irrepreensível. É certo que os espíritos que nos secundam ainda estão em aprendizado, mas quanto a nós, creio ser no mínimo inocência acreditar que uma tarefa de tamanha envergadura estivesse entregue aos caprichos de um “espírito neófito”…

  1. Nenhum trackback ainda.