Página Inicial > Uncategorized > EMMANUEL, KARDEC E A CODIFICAÇÃO ESPÍRITA

EMMANUEL, KARDEC E A CODIFICAÇÃO ESPÍRITA

 “Emmanuel, sem dúvida alguma, é o Espírito que mais prestígio tem no cenário espírita brasileiro”. O seu trabalho junto ao médium mineiro Chico Xavier, é notável em todos os aspectos. Se o Chico triunfou no seu mediunato, não podemos negar, muito deve ao seu Guia Espiritual, Emmanuel, cujo trabalho literário é extenso e envolve todos os ramos do conhecimento. Seus romances são joias de inestimável valor. Todavia, mesmo em meio a tanta admiração e respeito que nutrimos por esse Espírito, ainda encontramos lacunas e perguntas relacionadas a alguns assuntos, que nos parecem pouco explicados.

Algumas vezes, percebo que Emmanuel vai à contramão daquilo que escreveu o Codificador. E, entre Emmanuel e Allan Kardec, eu não titubeio, fico com Kardec. E lembro hoje de um bate-papo que tive com o Dr. Ary Lex, – inteligente velhinho – que, em certo momento me falou: ‘… Não há como negar, os Espíritos que trabalharam com Kardec, eram de longe, muito mais evoluídos e preparados na exposição do Espiritismo do que os Espíritos que hoje se manifestam através do Chico, do Divaldo, ou qualquer outro médium que seja… ’, no que concordei plenamente.

“Quanto a Emmanuel, tenho algumas indagações, que julgo importantes e precisam ser analisadas, levando-se em conta o alto apreço e aceitação que esse Espirito tem no movimento espírita”.

“O escritor Jorge Rizzini, ao escrever o Prefácio do livro “O Corpo Fluídico” de Wilson Garcia, chega mesmo a dizer”. A grande verdade é esta: o Guia do Espiritismo no Brasil, não obstante a publicidade secular da FEB, não é o Espírito Roustainguista Ismael, e, sim, Emmanuel! A obra de Emmanuel prova de sobejo, a afirmativa’. E é ainda nesse belo Prefácio, que o Rizzini, inspiradíssimo e com fino humor, melhor definiu o Anjo Ismael, dizendo: ‘… Espírito que se diz ‘Anjo’, mas que aconselha Roustaing ao povo ao invés de Kardec está pedindo doutrinação! ’. Nada mais verdadeiro.

De nossa parte, notamos que em muitos pontos, Emmanuel contraria Kardec; a) não aconselha, por exemplo, a evocação dos Espíritos, em nenhum caso (O Consolador); b) defende a teoria das Almas Gêmeas (ídem), em flagrante contradição com aquilo que disseram os Espíritos a Kardec (O Livro dos Espíritos); c) Apoia a teoria do Corpo Fluídico de Jesus, como declarou o jornalista Luciano dos Anjos, Roustainguista declarado, em seu livro ‘Os Adeptos de Roustaing’. E, para comprovar que Emmanuel também é roustainguista, como ele, Luciano dos Anjos cita trechos do livro ‘Vida de Jesus’ de Antonio Lima, e ‘Brasil, coração do Mundo e, ’ de Humberto de Campos (Espírito) (…) Mas, não podemos negar, o fato é que todas essas passagens, citadas por Luciano dos Anjos, foram tiradas de livros publicados pela FEB. Ficamos então a meditar se a FEB não teve o cuidado de maquiar ou adulterar trechos, que pudessem ferir os absurdos de Roustaing. De minha parte, acredito que sim, pois acho que a FEB é bem capaz desse artifício. É fato, não é boato, que, para manter o prestígio dessa teoria esdrúxula, a FEB não mediu esforços, nem agiu dignamente em diversas ocasiões, para não ferir a sua convicção, ou denegrir o seu estatuto, que, em seu art. 1º, § único, manda que todos rezem pela cartilha de Roustaing e ainda se intitulam de “Casa Mater do Espiritismo”, ignorando que Kardec pulverizou a teoria do corpo fluídico no livro “A Gênese”, no cap. XV, itens 64 a 67, usando de bom senso e de uma lógica irretocável. Seja como for, se Emmanuel realmente aprovava a teoria de Roustaing, ele nunca o declarou abertamente…

“Outro episódio em que noto contradição entre o que Kardec escreveu e o que Emmanuel ensina, é aquele em que Jesus nos fala da multiplicação dos pães”. Para Kardec, foi figurada, visando apenas a um ensino de ordem moral. Já para Emmanuel não foi figurada coisa nenhuma, foi material; sim, o fato ocorreu, materialmente. (…) E Emmanuel chegou mesmo a afirmar que sua esposa Lívia, na época em que ele era senador romano, fora uma das beneficiadas daquele banquete de pão e peixe. (livro “Há 2.000 anos”, cap. VII – As pregações do Tiberíades).

“O escritor A. N. Wilson, que não é espírita, também pensa como Kardec”. Foi o que deixou bem claro em seu livro “Jesus, um retrato do homem”, edição Ediouro: ‘O fenômeno da multiplicação dos pães não passa de um ensino figurado, de ordem moral, sem a necessidade de ter ocorrido materialmente. E, para se chegar a esta conclusão, basta usar de bom senso, levando-se em conta o que Jesus dizia de si mesmo: ‘Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome’ (João, cap. VI). É o que, por lógica, deduzimos.

“Agora, vou apontar uma omissão, encontrada no livro “Paulo e Estêvão” do Espírito Emmanuel, psicografado por Chico Xavier. Emmanuel, em parte alguma, cita o nome de Erasto, Discípulo de Paulo. Por que será? E Paulo, o Apóstolo dos Gentios, em sua terceira viagem, enviou dois de seus discípulos à Macedônia. É o que se lê em Atos, cap. XIX, v. 22: ‘E, enviando à Macedônia, dois daqueles que o seguiam, Timóteo e Erasto, ficou ele por algum tempo na Ásia” e esta outra: “Erasto ficou em Corinto, e deixei Timóteo doente em Mileto” (II Timóteo, cap. IV, v. 20).

“Como sabemos, Erasto, no tempo da Codificação do Espiritismo, iria desempenhar, e desempenhou, realmente, importante papel junto à falange do Espírito de Verdade. Foi ele quem mais chamou a atenção para os perigos de ideias fantasiosas no meio espírita. É mesmo dele a frase, que se tornou célebre: ‘É preferível rejeitar nove verdades, que aceitar uma só mentira”, contida em “O Livro dos Médiuns”. E, pergunto, existe mentira maior do que aquela que foi propalada por Roustaing, defendida e divulgada por “uns poucos”?!…

“Emmanuel, ainda em “Paulo e Estêvão” dá, claramente, a entender que não considera Tiago como irmão de Jesus, contrariando assim o que disse o próprio Paulo”. Fico com a pulga atrás da orelha, e reflito: será que Emmanuel ainda não se encontra em processo de desligamento dos artigos de fé católica?! Pois só para a Igreja, na sua visão obtusa, é que é inadmissível o fato de Jesus ter tido irmãos, pois isto contraria o dogma da virgindade perpétua de Maria. E além da Igreja, também temos o Sr. J.B. Roustaing e sua ‘Revelação da Revelação’ (ou seria ‘Mistificação da Mistificação?! ’) que revive o dogma católico da virgindade de Maria. Quanta bizarria!

“Emmanuel, em muitos de seus trabalhos literários, romanceia passagens contidas em Atos dos Apóstolos e nos Evangelhos, e ás vezes muda até o próprio contexto das Escrituras. Emmanuel – não podemos negar – tem uma capacidade invejável, e consegue florir os relatos com uma forte dose de sentimentalismo religioso, sem, contudo deixar de dar sua opinião, que pode ser certa ou não, pois é a opinião de um Espírito que abraçou o Espiritismo, mas que ainda guarda consigo – é o que percebemos – ideias e conceitos que se cristalizaram através dos tempos no seu foro íntimo, nas suas encarnações pretéritas, quando viveu na condição de padre e submisso aos dogmas católicos.

Estas opiniões particulares de Espíritos que ocupam lugar de destaque no movimento espírita, tornam-se verdades indiscutíveis, devido à falta de estudo de grande parte da comunidade espírita, que, infelizmente, coloca os livros da Codificação em segundo plano, em detrimento de outros livros mediúnicos com conteúdos meio (ou muito) duvidosos. É de se lamentar certas atitudes!

“Não menosprezamos o trabalho de Emmanuel, de forma alguma, pois reconhecemos o seu valor e admiramos o trabalho gigantesco desse mineirinho querido, que foi o nosso doce Chico Xavier. Mas também não podemos fugir aos imperativos do Espiritismo, que manda que devemos passar tudo pelo crivo da razão e do bom senso” (João Roberto Nascimento é militante espírita de São Paulo/SP e um importante colaborador do Centro de Estudos Espíritas Allan Kardec, do Centro Espírita Três de Outubro, do Centro Espírita Nova Era, do Centro Espírita “O Semeador” e do Centro Espírita Seara do Mestre). 

João Roberto do Nascimento

  1. Wilton Oliveira
    15, maio, 2013 em 12:03 | #1

    Que garantia nós temos de que o espírito que se diz chamar Emmanuel, tenha sido quem ele diz ter sido? Não teria ele se utilizado de tais nomes conhecidos para MELHOR MISTIFICAR, ou seja, para dar certa credibilidade aos seus seguidores?

    Por que a APARIÇÃO dele, de Emmanuel, ao místico Chico Xavier foi tão FASCINANTE!? Acesse: http://www.curaeascensao.com.br/curiosidades_arquivos/curiosidades10.html e vejam se foi algo digno de causar um FASCÍNIO em alguém tão místico como o velho Chico. Comparem com o processo FASCINATÓRIO exercido do Swedenborg, conforme Revista Espírita, novembro de 1859.

  2. Wilson Moreno
    14, novembro, 2013 em 16:37 | #2

    A Evolução de Jesus.

    1) Todos os Espiritos são criados iguais, simples e ignorantes, sem conhecimentos e sem virtudes, os Espiritos evoluem pelo seu próprio esforço pessoal e sua luta, buscando seu aprimoramento Moral e Intelectual. Deus O Criador incriado não concede favores e nem privilégios para nenhum Espirito, cada Espirito evolui por si mesmo.
    Os Espiritos Superiores de hoje já foram no passado espíritos simples e ignorantes de evolução primaria e eles foram evoluindo gradativamente através de múltiplas reencarnações até se tornarem Espiritos Puros e Iluminados, e os espíritos inferiores de hoje serão no futuro Espiritos Superiores. Pelas reencarnações sucessivas os Espiritos humanos vão se depurando moralmente e intelectualmente, adquirindo mais Conhecimentos e mais Virtudes, partimos da impureza para a pureza, esse é o processo evolutivo.

    2)Deus é Justo e Imparcial e suas Leis naturais e imutáveis são iguais para todos os Espiritos, não existe espíritos privilegiados e nem espíritos especiais, todos são iguais perante as Leis do Criador.
    Deus não cria Espiritos Superiores, são os próprios espíritos que se fazem superiores pela Evolução moral e intelectual, porém a velocidade da evolução depende do uso do Livre arbítrio de cada espírito, nós Construímos a nossa Evolução, não existe mágicas para transformar Espiritos inferiores em Espiritos Superiores, a evolução é um processo individual de crescimento, no qual cada Espirito evolui pelo seu próprio esforço pessoal sem protecionismo divino.
    O Destino e a Evolução quem faz é o próprio Espirito é por isso que ele tem o livre arbítrio, que é a liberdade para pensar, sentir e agir.

    3) O Mestre Jesus já foi um Espirito simples e ignorante de evolução primaria, sem conhecimentos e sem virtudes, e quando Jesus era um Espirito inferior e atrasado ele cometeu seus erros e faltas no processo normal e natural da Evolução espiritual.
    Todo adulto antes de ser um adulto já foi uma criança.
    E toda criança vai crescer e ser torna um adulto.
    Todo professor antes de ser um professor já foi um aluno.
    Toda árvore antes de ser uma árvore já foi uma semente e toda semente vai evoluir até se tornar uma arvore, isso é Evolução.
    O Mestre Jesus já foi um espírito inferior e atrasado e ele já cometeu seus pecados morais na sua jornada evolutiva, podemos dizer que Jesus já foi um pecador.
    Quando os Espiritos são simples e ignorantes, eles não tem o senso moral e o senso intelectual desenvolvidos para discernirem sobre o bem e o mal, é pelas reencarnações sucessivas que os Espiritos vão gradativamente desenvolvendo a sua capacidade moral e intelectual de pensar, sentir e agir, vamos construindo lentamente a nossa Evolução através do uso do Livre arbítrio.
    Repetimos, os Espiritos Superiores e Puros de hoje já foram no passado espíritos inferiores, simples e ignorantes.

    4)Da mesma forma que o filtro tem a capacidade de depurar a água suja transformando em água limpa, as reencarnações sucessivas vai depurando gradativamente as impurezas morais dos Espiritos inferiores até eles se tornarem Espiritos Elevados e Puros.
    Partimos da impureza para a pureza.
    Temos que combater as nossas imperfeições morais, combater os maus pensamentos, combater os maus sentimentos, combater os maus desejos, combater os vícios e procurar ter Atitudes corretas e honestas, praticando a Caridade e o Amor.
    O Espirito se reencarna no mundo terra ou plano material é para VENCER e não ser um vencido, um fraco, um derrotado, um mimado, estamos na Evolução, para a Evolução , estamos evoluindo para nossa felicidade e libertação espiritual, o nosso DEVER é buscar a Luz, por que, nós somos filhos da Grande LUZ.
    Cada imperfeição moral é uma oportunidade de crescimento espiritual, cada vitoria sobre os maus pensamentos, sobre os maus desejos, sobre os vícios, sobre as atitudes negativas, é uma Vitoria para nossa Evolução e nossa felicidade futura, estamos no mundo terra é para Vencer e não para sermos vencidos.
    Deus não criou nenhum espírito para ser fraco, derrotado, viciado ou fracassado, Ele nos deu o Livre arbitrio para nós mesmos construir a nossa Evolução e Vitoria.

    5)Deus criou e cria ( a criação é permanente) todos os Espiritos iguais, simples e ignorantes, sem Conhecimentos e sem Virtudes, e todos evoluem pelas reencarnações sucessivas mediante seu esforço pessoal e sua luta, até se tornarem Espiritos Puros e Iluminados sem impurezas morais e intelectuais. Pelas reencarnações os espíritos vão se depurando e se elevando. Os Espiritos Superiores foram evoluindo como os outros espíritos, sem privilégios e sem favores, através de múltiplas reencarnações, um exemplo, o Mestre Jesus e o Mestre Buda já foram espíritos inferiores e atrasados de evolução primaria, e eles cometeram seus erros e faltas (pecados morais) na sua trajetória evolutiva para o Criador incriado.
    Jesus e Buda já foram pecadores.

    6) Quando Jesus era um Espirito simples e ignorante de evolução primaria, outros Espiritos já estavam numa faixa de maior Evolução moral e intelectual, portanto, Jesus já teve seus mentores espirituais, ou seja existe no Universo Espiritos mais evoluídos que Jesus,
    Procure raciocinar pela fé espírita e não pela fé religiosa, quando Jesus era um Espirito simples e ignorante, outros Espiritos já estavam numa faixa evolutiva superior, portanto, quando Jesus era um aluno outros Espiritos já estavam formados em Professores, deu para entender. Hoje Jesus é um Espirito altamente Puro e Superior, mais ele já foi um Espirito simples e ignorante.
    Deus não concede favores e nem privilégios para nenhum Espirito, as sua Leis naturais e imutáveis são IGUAIS para todos os Espiritos.
    Da mesma forma o Jesus salvador é outro erro, não existe salvação divina e nem condenações eternas, o que existe é a Evolução continua dos Espiritos pelas reencarnações sucessivas, cada Espirito vai se auto salvar ou se auto recompensar, conforme as suas Obras (pensamentos, sentimentos e atitudes) e é o próprio Espirito que vai se auto punir, quando ele pratica maldades, vícios e imoralidades.
    O Deus bíblico que realiza milagres é outra mentira, não existem milagres e nem fatos sobrenaturais no Universo, todos os fenômenos psíquicos e físicos são fenômenos NATURAIS regulados por leis naturais e imutáveis, que são as leis divinas.
    Tudo isso se resume na fé Racional que o Espiritismo desenvolve na mente das pessoas.

    7) O Mestre Jesus já teve muitas reencarnações e ele foi evoluindo como os outros espíritos. E quando Jesus era um Espirito simples e ignorante, ele cometeu seus erros e faltas no processo normal e natural da Evolução espiritual.
    Toda árvore antes de ser uma árvore já foi uma semente, e toda semente vai evoluir até se tornar uma árvore.

  3. 11, junho, 2014 em 21:30 | #3

    Wilson Moreno,

    O 1° parágrafo do ítem 1 do teu comentário, já fala pelos 7. Não precisa tudo isso.

  1. Nenhum trackback ainda.